Como funciona o consórcio?

Consórcio é um sistema que reúne em grupo pessoas físicas e/ou jurídicas com interesse comum para compra de bens ou serviços, por meio de autofinanciamento, onde o valor do bem é diluído num prazo pré-determinado.

Quando surgiram os consórcios no Brasil?

As primeiras operações de consórcio no Brasil surgiram no início dos anos 60, quando as indústrias recém-criadas precisavam escoar suas produções. As administradoras surgiram para suprir a carência de instituições financeiras que concedem financiamentos à aquisição desses bens.

Inicialmente, essa atividade dependia de prévia autorização do Ministério da Fazenda. Mas, em 1991, a Lei nº 8.177 determinou a transferência ao Banco Central do Brasil das atribuições pertinentes à regulamentação, fiscalização e aplicação de punições.

Por que o consórcio é formado por grupos?

O objetivo do grupo é garantir, por meio de autofinanciamento, os valores necessários para contemplação dos consorciados, conforme estabelecido nas condições da operação do consórcio, pagando as prestações correspondentes.

Como adquirir uma cota de consórcio?

Para adquirir uma cota de consórcio, o cliente deve assinar um Contrato de Adesão, onde estarão estabelecidas as regras que conduzirão o negócio contratado, como: taxa de administração, prazo de contratação, valor das prestações, reajuste das prestações e do saldo devedor, condições de contemplação, direitos e obrigações do consorciado e da administradora, entre outros.

Como é a contemplação em um consórcio?

Ela ocorre por meio de sorteio ou lance, e permite o recebimento do bem antes do final do prazo de pagamento. Na contemplação o consorciado receberá uma carta de crédito, que pode ser utilizada na aquisição do bem escolhido a qualquer momento, limitado ao prazo final do grupo.

E depois da contemplação, o que fazer?

Após análise da administradora e liberação da Carta de Crédito, o consorciado escolhe o bem, apresenta as garantias exigidas à administradora e, após aprovação, terá a liberação do pagamento do bem. Mesmo após a contemplação, o consorciado deverá continuar pagando as prestações até o encerramento do grupo.

Quem pode administrar um grupo de consórcio?

Para ter certeza de que está investindo seu dinheiro com segurança, lembre-se de que só podem administrar grupos de consórcios as empresas que possuem autorização emitida pelo Banco Central do Brasil, que avalia sua capacidade financeira, econômica e gerencial. Como a CAIXA CONSÓRCIOS, por exemplo.

 

Qual o papel da administradora?

A administradora é uma empresa autorizada pelo Banco Central - órgão responsável pela regulamentação do setor - para gestão dos interesses dos grupos. Para isso, recebe pela prestação do serviço uma taxa de administração, que varia de acordo com cada empresa, modalidade do consórcio e prazo do plano.

Por que escolher a CAIXA CONSÓRCIOS?

A CAIXA CONSÓRCIOS preenche todos os requisitos exigidos pelo Banco Central, proporcionando a credibilidade e a segurança que você precisa para concretizar o seu projeto, firmando-se como a administradora que mais contempla seus consorciados no mercado de consórcios.
E o que é melhor, ainda conta com a experiência e a credibilidade da CAIXA, o banco da habitação.

Caixa Consórcios S/A. - CNPJ 05.349.595/0001-09 - SCN Qd 1 Bl A Ed. Number One - 8º andar - Brasília - DF