CONSÓRCIO AUTO

01- CARTA DE CRÉDITO

  • Sendo Pessoa Física, apresentar documentação pessoal (Identidade e CPF) e comprovante de renda, para realizar a Análise de Crédito e, não apresentando restrição cadastral, deverá entregar documentação do veículo pretendido.
  • Para as Cartas de Crédito com bens referenciados, o saldo devedor e as prestações serão corrigidos na mesma periodicidade do reajuste do veículo, com base na tabela FIPE.

    Para as Cartas de Crédito vinculadas a valores referenciados, o crédito contratado, o saldo devedor e as prestações serão corrigidos, a cada 12 Assembleias, pela INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor.

    Após a contemplação e enquanto não utilizado pelo consorciado, o valor da Carta de Crédito é corrigido por aplicação financeira. Entretanto, o saldo devedor e as prestações continuam sendo atualizados pelo Índice estipulado em Contrato.

  • Até o encerramento do seu grupo. Enquanto o bem não for escolhido, o valor referente ao crédito será diariamente corrigido.

02- CONTEMPLAÇÃO

  • a) No momento em que o consorciado desejar usar sua Carta de Crédito, a CAIXA efetuará a análise de risco por solicitação do consorciado e, caso aprovada a Carta de Crédito é emitida no mesmo momento. A análise terá validade de 45 dias.

    b) Logo em seguida, o consorciado deve coletar os seguintes dados do fornecedor e levar à agência CAIXA para a autorização de faturamento: I. Dados do fornecedor/ vendedor: Razão Social; CNPJ; Endereço; Cidade; CEP; Telefone e contato.
    II. Dados bancários do fornecedor/ vendedor (nº do banco; agência; nº da conta);
    III. Dados do veículo: Marca, Modelo do Veículo que consta na NF, Ano/Modelo, Chassi)

    c) Após o consorciado entregar os dados do fornecedor, a agência solicita à CAIXA CONSÓRCIOS a autorização de faturamento, que tem o prazo de 4 dias a partir da solicitação para ser atendida.

    d) Ao emitir a autorização de faturamento, a administradora emite também o contrato de alienação fiduciária.

    e) O consorciado levará a autorização de faturamento ao vendedor e logo após fará reconhecimento de firma no cartório.

    f) O consorciado entrega a nota fiscal na agência CAIXA.

    g) A administradora aliena o veiculo no SNG em até 4 dias;

    h) Pagamento do bem.
  • a) No momento em que o consorciado desejar usar sua Carta de Crédito, a CAIXA efetuará a análise de risco por solicitação do consorciado e, caso aprovada a Carta de Crédito poderá ser emitida no mesmo momento. A análise terá validade de 45 dias.

    b) O veículo deverá ser vistoriado, por solicitação efetuada na agência CAIXA com o prazo para serviço de 72 horas para capitais e 96 horas para demais regiões. Para solicitar a vistoria, será necessária a apresentação do CRV do veículo.

    c) Logo em seguida, o consorciado deve coletar os seguintes dados do fornecedor e levar à agência CAIXA para a autorização de faturamento:
    I. Dados do fornecedor/ vendedor: Razão Social; CNPJ; Endereço; Cidade; CEP; Telefone e contato.
    II. Dados bancários do fornecedor/ vendedor (nº do banco; agência; nº da conta);
    III. Dados do veículo: Marca, Modelo do Veículo que consta na NF, Ano/Modelo, Chassi)

    d) Depois de o consorciado entregar os dados do fornecedor, a agência solicita à CAIXA CONSÓRCIOS a autorização de faturamento, que tem o prazo de 4 dias a partir da solicitação para ser atendida.

    e) Ao emitir a autorização de faturamento, a administradora emite também o contrato de alienação fiduciária.

    f) O consorciado levará a autorização de faturamento ao vendedor e logo após fará reconhecimento de firma no cartório.

    g)O consorciado entrega a nota fiscal na agência CAIXA.

    h) A administradora aliena o veiculo no SNG em até 4 dias;

    i) Pagamento do bem.
  • 1.Análise de risco de crédito;

    2. Emissão da carta de crédito;

    3. Autorização de faturamento;

    4. Alienação do veiculo no SNG;

    5. Pagamento do bem.
  • 1. Análise de risco de crédito;

    2. Emissão da carta de crédito;

    3. Vistoria do veiculo;

    4. Autorização de faturamento;

    5. Alienação do veiculo no SNG;

    6. Pagamento do bem.

03- GERAL

  • Mensalmente podem ser contemplados, nos Grupos com menos de 1.000 participantes, até 5 consorciados ativos, sendo 2 por sorteio e 3 por lance, conforme saldo. Os Grupos com 1.000 consorciados, a contemplação por sorteio será de 1 consorciado ativo e por lance, corresponderá a quantos o saldo do Grupo permitir.

  • Não. Caso você escolha um automóvel de menor valor, o restante será utilizado para amortizar no saldo devedor.
  • • Impedimento de ser contemplado na Assembleia;

    • Multa de 2% e juros de 1% ao mês, calculado pro rata dia, sobre o valor atualizado da prestação não paga, na data da emissão do boleto;

    • Se o consorciado não contemplado atrasar mais de duas prestações, poderá ser excluído do Grupo, conforme estabelecido em contrato;

    • Caso o consorciado já esteja de posse do veículo e o atraso for superior a 30 dias, a Administradora poderá executar a garantia, com todos os encargos devidos.

  • Se não houve a exclusão do Grupo por atraso superior a 60 dias, e não houver adquirido o bem, basta pagar as prestações vencidas, obtendo a 2ª via do boleto pela internet ;
    Se você ficar impossibilitado de pagar suas prestações, poderá, com a concordância da CAIXA CONSÓRCIOS, optar por uma Carta de Crédito de menor valor, dentre os valores disponíveis em seu Grupo. Assim, sua prestação diminuirá na proporção do novo Crédito;
    A CAIXA CONSÓRCIOS, por meio da Central de Relacionamento, está disponível para mais informações e para negociações.

  • O valor da Carta de Crédito, após a contemplação, enquanto não utilizada, permanece depositado em conta vinculada, sendo devidamente corrigida por aplicação financeira.
    O saldo devedor e as prestações continuam sendo atualizados pelo índice estipulado em Contrato.
    A gestão da aplicação é feita pela Administradora, podendo variar entre LFT- Tesouro Nacional (Letras Financeiras do Tesouro), com rendimento diário e/ou Fundo de Investimento, obedecendo os limites previstos na legislação.

04- GRUPO

  • O número de participantes é equivalente a cinco vezes o prazo do plano. Grupos com plano de 60 meses a quantidade de participantes do grupo é de 300.
  • O número de participantes pode ser de até 1.000 participantes, conforme o Grupo. Grupos com plano de 60 meses a quantidade de participantes é de 300, Grupos de 70 meses, até o 5103, a quantidade é de 350, a partir do 2.001, serão 1.000 participantes.

    Existem duas formas de adesão:


    1ª - Grupo em formação, juntamente com outras pessoas interessadas em adquirir um veículo;
    2ª - Grupo já formado, por meio de Cota vaga e não comercializada, Cota de reposição, disponível em virtude da desistência ou exclusão de consorciado inadimplente e Cota de transferência, adquirida diretamente de um consorciado adimplente, com a concordância da Administradora, mediante assinatura do Termo de Transferência.

05- LANCE

  • Com o intuito de antecipar a contemplação, o consorciado pode ofertar lance fixo e/ou livre: Lance fixo, correspondente a 20% do saldo devedor, sendo contemplado aquele que, entre todos os que ofertaram lance fixo, tiver a cota mais próxima da cota sorteada. Lance livre, o consorciado poderá ofertar o valor que desejar, limitado ao saldo devedor da Cota ou da Cota adquirida no início do Grupo. Será considerado vencedora a Cota cujo valor ofertado representar o maior percentual em relação ao valor do Crédito vigente. Os lances podem ser ofertados até às 20 horas do dia anterior ao da realização da Assembleia, pelo Serviços Online, na Internet, e pelo Atendimento Eletrônico da Central de Relacionamento.

  • Após a realização da Assembleia, os consorciados contemplados por lance deverão realizar o pagamento com recursos próprios ou da Carta de Crédito (pagamento embutido), sendo que neste caso, o valor do lance é deduzido do valor do Crédito. O valor do lance pode reduzir o prazo, onde o valor pago é convertido em quantidade de prestações, que quitadas do final para o começo, reduzem a quantidade de prestações a vencer; ou Reduzir o valor das prestações, abatendo o valor do saldo devedor, o prazo de pagamento contratado é mantido, e o as prestações são recalculadas, proporcionando uma prestação menor para o consorciado.

06- INFORMAÇÕES SOBRE APÓLICE DE SEGUROS - PROCESSO DE SINISTRO

INFORMAÇÕES SOBRE APÓLICE DE SEGUROS - RISCOS EXCLUÍDOS


 

 

 

Caixa Consórcios S/A. - CNPJ 05.349.595/0001-09 - SCN Qd 1 Bl A Ed. Number One - 8º andar - Brasília - DF